Comida de Alma, Mente e Estômago

November 7, 2017

 

 

Pois bem. Jornada nova sempre assusta, apesar de nada que tratarei por aqui ser novo de fato pra mim. Convite mais inusitado que me fez pensar na origem de três paixões minhas desde, hum, desde acho que sempre. Aprender a cozinhar teve muito a ver com amar comer que teve muitíssimo a ver com gostar da planta que teve ligação direta e desenfreada com o apreço pelas palavras. Fiz planos adolescentes de me tornar jornalista – planos atravessados na parte jovem-adulta da minha andança pela aventura da vida, enveredei pela cozinha e então pronto: hoje dezenove anos depois da profissionalização em gastronomia mais muita(s) fumaça(s) produzida(s) ao longo dessa jornada, junto aqui minha tríade de amor, debaixo do mesmo teto virtual, nesses textinhos amalucados que destilarei de tempos em tempos pelo blog.

 

Sabemos das diversas maneiras de consumo. Muito além da fumaça, podemos também fazer uso de pílulas, extratos, cremes, e...eba...comida, os chamados “edibles”. Então vamos lá tratar sobre as possibilidades infinitas do uso dela através da culinária. Trocarei com vocês minhas experiências práticas, erros e acertos e maluquice; truques, receitas e dicas pra você conseguir desenvolver as habilidades básicas para mandar ver ganja barriga adentro.

 

 

Vale já o destaque para todas as similaridades entre cozinhar comum e cozinhar com ela. Regras básicas de segurança e higiene, priorização de ingredientes de qualidade e origem (sabe cozinhar com aquele prensadinho? Então, pense bem...), uso de técnicas culinárias adequadas para cada preparo, além da responsabilidade enorme de consumo de substâncias psicotrópicas (mesmo que você, Meu Camarada, seja o mais dos mais acostumados das antigas, tome cuidado maior ao comer os produtos feitos coma a planta, pois a absorção dos canabinóides – aquela parte de compostos da planta que combinados entre si te leva às experiências gostosinhas de plenitude – é potencializada quando feita pelo sistema digestivo).

 

 

Enfim, acredito que comida é para Alma, Mente e Estômago, saca?  Quando a comida está aditivada do poder dessa planta incrível com tanto a oferecer, essa minha crença aí torna-se nitidamente peculiar. Você pode atingir a satisfação nas três esferas como que através de um atalho divino. Mata fome e cura males. Afia percepção e eleva mente. Acalenta alma. Espero que me acompanhem na bem-aventurança.

 

 

Três vivas a cannabis.

 

 

 

 

Thabata Neder

Cozinheira e especialista na planta

esfumaçando cozinhas desde os anos 90.

Compartilhar em Facebook
Compartilhar em Twitter
Please reload

Ultra420: novo site, cores, e produtos

March 25, 2019

3 motivos para substituir o plástico por cânhamo

March 20, 2019

Ultra420: criando, inovando e informando há 25 anos!

March 18, 2019

1/17
Please reload

Recent Posts:
  • facebook
  • Instagram
  • TV Ultra420
  • Twitter
  • Radio Ultra420
  • pinterest
  • Flickr