Série documental da Netflix retrata tráfico de cannabis e desaparecimentos na Califórnia

January 4, 2019

 




A Netflix traz a cannabis novamente para sua lista de produções. Depois do sucesso da comédia Disjointed ,agora a empresa vai para o lado sombrio da planta, fruto da proibição e da ilegalidade, na série documental Murder Mountain ou Montanha Mortal, que aborda o tráfico de maconha e sua relação com o desaparecimento de pessoas no Triângulo Esmeralda, famosa região da Califórnia que já foi assunto aqui no blog justamente por ter milhares de cultivos desde os anos 70, e que ao longo dos anos vem abastecendo boa parte dos Estados Unidos com muita qualidade. 

 

Baseado em fatos reais, a 1ª temporada de Montanha Mortal chega com seis episódios que trazem relatos antigos e atuais de desaparecimentos de pessoas que procuraram o Triângulo Esmeralda para trabalhar com o cultivo de cannabis nas diversas montanhas florestais que predominam na região e que foram, e ainda são, ideais para o esconderijo desses cultivos, o que a tornou também uma área perigosa inclusive com predominância de “facções” com leis próprias, armas, e tudo o que se tem direito e vemos em outros países proibicionistas, inclusive o Brasil.

 

 

 

Mas a série também aborda a temática da legalização coletando depoimentos de cultivadores, ex-cultivadores que chegaram a ser encarcerados, policiais, historiadores, familiares de jovens desaparecidos e de trimmers, os responsáveis por fazer a poda e manicure das plantas. Em meio à simulações e cenas reais, Montanha Mortal fala sobre o que pouca gente sabe: a existência de violência por conta do tráfico em uma região bonita e isolada da Califórnia formada por três condados Humbolt, Mendocino e Trinity e que se movimenta em torno da planta e de adeptos dela há décadas. Ao mesmo tempo a série discute a importância do início de um mercado legal para a cannabis justamente pra pôr fim a esses casos sombrios.




Califórnia sempre foi um estado famoso pela cannabis


Se você tirar um tempinho para ler sobre a história do Triângulo Esmeralda vai saber que desde os anos 70 a região virou residência para muitos hippies que procuraram o local para criar pequenas comunidades e também cultivar cannabis. Mas não é só os três condados que fizeram o estado ficar famoso pela sua relação com a planta.

 

Além de ter cidades que sempre atraíram tribos alternativas como Los Angeles, São Francisco, São Diego, e outras, a Califórnia também foi o primeiro território a legalizar o uso medicinal da cannabis lá em 1996, com uma legislação bem flexível que sempre permitiu que muitas pessoas tivessem acesso e fossem tratadas como pacientes. Foram anos em que o comércio e consumo fizeram parte da rotina do estado, mesmo que seu uso recreativo fosse regularizado somente agora em 2018. 








 

 





 

Guilherme Darros

 

Jornalista, e produtor de conteúdo canábico.

Lutando pela legalização em meio à muita fumaça e brisada

 

Compartilhar em Facebook
Compartilhar em Twitter
Please reload

Ultra420: novo site, cores, e produtos

March 25, 2019

3 motivos para substituir o plástico por cânhamo

March 20, 2019

Ultra420: criando, inovando e informando há 25 anos!

March 18, 2019

1/17
Please reload

Recent Posts:
  • facebook
  • Instagram
  • TV Ultra420
  • Twitter
  • Radio Ultra420
  • pinterest
  • Flickr