3 motivos para substituir o plástico por cânhamo

March 20, 2019

 

 

 

O cânhamo pode servir para muitas coisas e até hoje se descobrem novas funções pra ele. A planta canábica de espécie Ruderalis que contém baixo teor de THC já foi assunto aqui no blog da Ultra420 por ter sido utilizada ao longo da história para a produção de diferentes utensílios. Inclusive no Brasil onde escravos cultivaram a planta, que hoje é proibida, para fins industriais.  

 

O cânhamo serve para tecido, biocombustível, produção de material de construção, e também plástico. A foto acima que circula na internet compara o processo de biodegradação de uma garrafa feita com as duas matérias-primas. E isso nos motivou a separar 3 motivos para substituir o plástico por cânhamo.

 


1. O Cânhamo se decompõe em meses. O plástico em séculos

 

Estima-se que uma garrafa de plástico pode demorar cerca de 400 anos para se decompor totalmente no meio ambiente. Ou seja: meia hora tomando um refrigerante com os amigos ou uma garrafa de água em uma festa se tornam séculos até que aquela garrafa pet suma totalmente. 

 

Mas você acredita que uma garrafa feita de cânhamo, assim como outros potes ou materiais “plásticos” produzidos com a planta, podem ser completamente biodegradáveis e com isso se decompor em cerca de 2 a 6 meses? Sim, é possível consumir o mesmo produto em uma garrafa que irá desaparecer séculos e milhares de gerações antes diminuindo consideravelmente o prejuízo ao planeta. 

 

Além disso, como o cânhamo pode ser reciclado diversas vezes, por ser  natural e não proveniente de processos químicos como o plástico convencional que é feito à base de petróleo, substâncias nocivas para a saúde e para o meio ambiente não estão presentes. 

 

 

2. Plástico é tóxico. Cânhamo não.

 

Existem diversos estudos publicados ao longo dos anos falando sobre a toxicidade do plástico, mais precisamente da substância conhecida popularmente por bisfenol A (BPA) que é utilizada na fabricação de plásticos policarbonatos.  


Muitos produtos que utilizamos no cotidiano contém o BPA, como potes para guardar comida, mamadeiras, garrafões de água mineral, garrafas plásticas, entre outros. E um dos estudos que analisaram o quão tóxico o BPA pode ser associou a substância ao desenvolvimento de diabetes, infertilidade, e até mesmo algumas formas de câncer. 

 

Já o cânhamo não necessitaria do BPA para a produção destes itens plásticos, o que faz com que não seja tóxico para a saúde e nem mesmo para o planeta. O plástico fabricado a partir de cânhamo não contém disruptores endócrinos nocivos provenientes do petróleo e que afetam não só pessoas, mas o solo e os mares. Nem mesmo na sua produção um produto de cânhamo libera toxinas.

 

 

 

 

3. Vidas animais seriam salvas e quem sabe o planeta também

 

Como falamos anteriormente, a toxicidade não atinge somente nós seres humanos mas principalmente os animais. Já se sabe que milhares deles morrem consumindo inocentemente produtos derivados de plástico, especialmente nos oceanos onde frequentemente animais marinhos têm sido encontrados intoxicados. 

 

Além de demorar a se decompor, o plástico tradicional quando exposto à luz solar se divide em pedaços menores o que contribui para essa ingestão por animais grandes como as baleias. Biodegradável, o plástico que é feito com cânhamo não tem compostos letais para a vida dos animais. 

 

Pensando ainda mais nos benefícios em se substituir um pelo outro, basta pensar na nossa camada de ozônio e no aumento da emissão de CO² na atmosfera ao longo dos últimos anos. Feito de petróleo, o plástico é de alguma forma responsável por isso enquanto o cânhamo pode até mesmo ajudar a reduzir o efeito estufa por absorver esse CO² através da própria planta que converte isso em oxigênio.


Ultra420 e meio ambiente: caminhando lado a lado

 

Ao longo dos seus 25 anos de história, a Ultra420 pensou também em soluções sustentáveis para os seus produtos, descartes, e também formas de ajudar o meio ambiente. Um exemplo é o Iko, gorila que é mascote da marca e que conforme já contamos aqui no blog representa um gorila Silverback que a Ultra420 adotou de verdade junto à The Dian Fossey Gorilla Fund.

 

E lá em 2007, quando o tema sustentabilidade nem estava tão em pauta assim, a Ultra420 lançou na Cannabis Cup, em Amsterdam, a sua seda em rolo UltraEco Clear Rolls. A caixa deste modelo é de plástico, porém ela é oxibiodegradável por conta de uma bactéria que a marca importou do Canadá e que quando injetada na produção colabora para uma decomposição mais rápida. Neste caso, a tendência é de que em 5 anos a caixinha desapareça no meio ambiente. 

 

 

 

 

 



 

 

 



 

Guilherme Darros

 

Jornalista, pesquisador, e produtor de conteúdo canábico.

 

Compartilhar em Facebook
Compartilhar em Twitter
Please reload

Ultra420: novo site, cores, e produtos

March 25, 2019

3 motivos para substituir o plástico por cânhamo

March 20, 2019

Ultra420: criando, inovando e informando há 25 anos!

March 18, 2019

1/17
Please reload

Recent Posts:
  • facebook
  • Instagram
  • TV Ultra420
  • Twitter
  • Radio Ultra420
  • pinterest
  • Flickr